...do amor.

Ontem estive numa formação de animadores organizada pelo SDPJ Coimbra e foi um dia daqueles em que vale mesmo a pena sair de casa... gostei muito de todas as dinâmicas, mas a última deixou-me a pensar. Deixou-nos a pensar. 
O que é a afinal o amor? Como o manifestamos? Podemos viver sem ele? Como vamos ao encontro do outro? Como amar e ser amado? O amor dura para sempre? 
Muitas foram as perguntas, e muitas foram as respostas possíveis. Alguém dizia que o amor sente-se. Mas o amor também se vive, vive-se em conjunto. Só quando é partilhado é que o amor faz sentido. 
Alguém muito importante para mim disse-me num dia muito especial que "o amor não se procura, encontra-se"... e eu quero ir ao encontro do amor, assim ele queira vir ao meu encontro.
Deixo-vos também a frase que o meu grupo criou com as palavras que cada um escolheu... 

"Na persistência do encontro partilhamos a plenitude da vida"

Muitas vezes deixa-mo-nos levar pelo comodismo, não nos esforçamos, achamos que amar é fácil mas amar implica esforço, dedicação, tempo, persistência, amizade e tantas outras coisas que foram ditas ontem e que devemos recordar todos os dias! 
"Amai-vos uns aos outros como eu vos amei", porque Deus é Amor e nós devemos alimentar também este Amor a Deus para encontrarmos esta plenitude na nossa vida.

Sejam felizes e amem muito!

Bom domingo!




Comentários

Mensagens populares deste blogue

... uma história bonita tem sempre pessoas reais

Festival da Canção, a minha crónica