Mensagens

A mostrar mensagens de 2015

...amor.

Hoje li este texto e não poderia deixar de partilhá-lo porque é tão bom... Leiam, leiam mesmo!!!
Vale muito a pena! Se já admirava o autor, ainda admiro mais!
Resto de bom fim-de-semana!

O AMOR NÃO ACONTECE. DECIDE-SE.  Há quem julgue que o amor é alheio à vontade humana, algo superior que elege, embala e conduz… e que quase nada se pode fazer perante tamanha força. Isso é uma mera paixão no seu sentido menos nobre. E, nesse caso, sim, o amor acontece... Ao contrário, amar é estar acima das paixões e dos apetites. Mesmo quando o amor nasce de uma espontaneidade, resulta de um claro discernimento.

O amor decorre de uma decisão. De um compromisso. Constrói-se de forma consciente. Através do heroísmo de alguém livre que decide ser o que poucos ousam. Escolhe para fim de si mesmo ser o meio para a felicidade daquele a quem ama. Sim, decide-se amar e, sim, decide-se a quem amar.
O amor autêntico é raro e extraordinário, embora o seu nome sirva para quase tudo... a maior parte das vezes designa…

A Queima é em Coimbra, o resto são fitas!

Imagem
Como antiga estudante da cidade de Lisboa, a tradição académica nunca foi prioridade e nunca teve o significado que Coimbra já começa a ter para mim... Coimbra é de facto uma lição de sonho e tradição!  Vivi ontem o meu primeiro cortejo da queima das fitas e o que é para uns o cortejo não é para outros... a tradição dos carros de cada curso fazendo uma crítica social e política, os alunos fitados, os alunos cartolados, os alunos de primeiro ano, as famílias, a televisão... tudo isto faz parte, inclusive o álcool, essa é a parte que considero mais triste de toda a festa, não que não nos devamos divertir, mas para tudo há limites e convenhamos que muitos estudantes não sabem definir limites e confesso que é degradante o cenário final em alguns casos... Dou um imenso valor aos profissionais da Cruz Vermelha, enfermeiros, médicos voluntários e tantos outros que ajudam a minimizar os estados de alcoolemia de alguns estudantes.   Mas festa é festa e a tradição de Coimbra é a mais bonita do …

Que fim-de-semana!!

Imagem
Ando a mil, entre trabalhos, relatórios, frequências, leituras atrasadas, mas é preciso parar.
Não fui este fim-de-semana a casa, não passei o dia da mãe com a minha mãe, mas parei para ir a Fátima. Para visitar outra mãe, a cheia de graça.  Apesar de não ter feito a peregrinação a pé, fui ao Fátima Jovem. Nunca tinha ido e apesar de algumas falhas na organização, gostei de algumas actividades, nomeadamente o rosário seguido de procissão de velas com as nossas lamparinas, a vigília de oração e no final da noite de sábado quando a noite já ia longa tivemos a oportunidade de ver ao vivo o grupo "Jovem Levanta-te" que evangeliza de uma forma muito especial usando o teatro negro e recrutando crianças e jovens em risco, um testemunho bonito. Para quem não os conhece, vejam a sua participação no Got Talent Portugal. Um fim-de-semana cheio de graça e fé para preparar uma semana importante e que marcará o meu percurso académico, que venha ela!  Boa semana para todos!*


Crueldade humana...

... Ler notícias de manhã cujo título é: "Estado Islâmico prepara-se para queimar vivas 25 crianças" é avassalador. 

Sim. 
Crianças.
Um profundo silêncio abalou-me.  Como é que isto é possível? Como pode ser tão cruel o ser humano a este ponto?
Continuamos a cometer os mesmos erros do passado... Quando pensamos que a humanidade não é capaz de ser pior e mais cruel, surgem notícias destas. Se com adultos é uma crueldade inexplicável, com crianças não tenho sequer descrição possível para tamanha cobardia.

...do amor.

Imagem
Ontem estive numa formação de animadores organizada pelo SDPJ Coimbra e foi um dia daqueles em que vale mesmo a pena sair de casa... gostei muito de todas as dinâmicas, mas a última deixou-me a pensar. Deixou-nos a pensar.  O que é a afinal o amor? Como o manifestamos? Podemos viver sem ele? Como vamos ao encontro do outro? Como amar e ser amado? O amor dura para sempre?  Muitas foram as perguntas, e muitas foram as respostas possíveis. Alguém dizia que o amor sente-se. Mas o amor também se vive, vive-se em conjunto. Só quando é partilhado é que o amor faz sentido.  Alguém muito importante para mim disse-me num dia muito especial que "o amor não se procura, encontra-se"... e eu quero ir ao encontro do amor, assim ele queira vir ao meu encontro. Deixo-vos também a frase que o meu grupo criou com as palavras que cada um escolheu... 
"Na persistência do encontro partilhamos a plenitude da vida"

Muitas vezes deixa-mo-nos levar pelo comodismo, não nos esforçamos, acham…

Saber esperar.

Imagem

Acredito muito nisto.

Imagem

Comer, Orar e Amar

Imagem
O título pode parecer um pouco cliché, mas foi basicamente isto que fiz nestes últimos dias... Comi, fui obrigada a mudar ainda mais radicalmente a minha alimentação durante a semana e dizer adeus ao gluten. Orei, com amigos numa oração que preparei para nos juntarmos de novo, pós-Taizé. E amei, amei a vida como só quem se sente bem com ela pode estar... foi um regresso à rotina bom, cansativo, mas gratificante... vão ser semanas árduas até Junho, mas vai ser sem dúvida enriquecedor a vários níveis e com os vários desafios que vou tendo, que vou encontrando e que me vou propondo.  É bom viver. É bom comer. É bom orar. É bom amar.  Sejam felizes! Bom fim-de-semana!*
P.S. Já agora, se tiverem oportunidade de ler o livro Comer, Orar e Amar leiam, vale a pena e vale a pena ler antes de ver o filme, mas se já viram leiam na mesma! 

Santa Páscoa

Imagem

Férias?!

Esta semana há interrupção lectiva... será que posso chamar férias a isto?
Não sei.  Sei que fiz planos para: ...cozinhar mais e experimentar receitas novas: cumprido. ...fazer caminhadas: fiz duas, 6km cada uma, já não é mau. ...dormir e descansar mais: tenho dormido até demais, mas isso são as saudades que tinha da minha cama. ...estudar e ler: ainda não consegui.  ...ir ler numa esplanada ao sol e matar as saudades da praia: já fui à praia mas ainda não me sentei sequer. ...comer poucas amêndoas: incrivelmente ainda não comi nenhuma, mas ando a controlar-me para não passar as tardes a fazer bolos.
...e é isto! Acho que ainda tenho uns dias para tentar cumprir os planos, porque depois avizinham-se dois meses caóticos e cheios de trabalhinho!!!


Bom domingo!

Imagem

Ginásios e eu, uma relação com ou sem futuro?

Imagem
Neste momento sem futuro porque as mensalidades do Homes Place são acima daquilo que eu poderia pagar, mas, no entanto gostei muito de passar lá umas horas na sexta-feira e poder sentir o quanto me deixa relaxada... fiz uma aula de body balance e fiquei fã. O facto de conhecer a instrutora ajudou porque a J. é espectacular, mas sai de lá com menos 3kg de tensões em cima... A experiência de cardio foi interessante, gostei da passadeira, a elíptica é crítica para os meus pobres joelhos mas foi uma experiência engraçada! Um obrigada à minha miguita D. que arranjou este vale para nos divertirmos e relaxarmos um bocadinho antes do fim-de-semana. Faltou o jacuzzi mas isso fica para quando eu tiver dinheiro para um ginásio destes onde por incrível que pareça só avistei dois bizontes aka homens armário ehehhe :p  Talvez para o ano as verbas sejam mais avultadas, por enquanto tenho que continuar a apostar nas minhas caminhadas e corridas, que também já não é mau... e já agora aproveitar a ins…

Poesia e Primavera

Imagem
Ontem a Primavera veio alegrar os nossos dias e deu-nos um sol maravilhoso e um eclipse, que infelizmente não consegui ver...  Hoje é o dia mundial da poesia, por isso deixo-vos um dos meus poemas preferidos... 
Porque os outros se mascaram mas tu não Porque os outros usam a virtude Para comprar o que não tem perdão Porque os outros têm medo mas tu não Porque os outros são os túmulos caiados Onde germina calada a podridão. Porque os outros se calam mas tu não. Porque os outros se compram e se vendem E os seus gestos dão sempre dividendo. Porque os outros são hábeis mas tu não. Porque os outros vão à sombra dos abrigos E tu vais de mãos dadas com os perigos. Porque os outros calculam mas tu não. Sophia de Mello Breyner Andresen

Para a minha miúda

Imagem
Ontem foi o teu dia. O dia 16 de Março. O dia em que há 8 anos eu rejubilava por ter uma irmãzinha. Ainda rejubilo e agradeço todos os dias a graça de ter uma irmã como tu. A minha irmãzinha, a minha miúda. Aquela a quem aturei birras, que adormeci, que fui buscar à escola, que ajudei a fazer os trabalhos de casa, que foi minha compincha nas brincadeiras e malandrices, que foi e é a pessoa mais importante da minha vida.  Obrigada mana. Cresces a cada dia que passa e já estás maior que eu, mas o meu amor por ti não pára de crescer. É um orgulho imenso ver-te crescer como pessoa, ver que estás a ficar crescida e que tens uma personalidade muito diferente da minha mas mesmo assim somos inseparáveis apesar da distância física que nos separa. Este ano vai ser um ano de mudança, um ano de salto em crescimento, de mudança de escola e de um novo momento decisivo para o teu futuro. Eu estarei aqui. Sempre.  Amo-te muito manuxa!*



Vens para ficar?

Imagem
Estes dias em que o sol nos tem brindado com o seu brilho e luz tem dado outra alegria aos meus dias. Gosto muito desta altura em que a Primavera começa a querer entrar aos poucos na nossa vida e começa a colorir e florir tudo o que nos rodeia... e é tão bom!  Passar por uma rua com árvores em flor, ou por um jardim colorido deixa-me feliz :) e é tão bom contagiar-mo-nos por estas coisas simples mas bonitas e cheias de significado!
Bom domingo!*







Não consigo ficar indiferente...

Imagem
... perante o que se passa com uma das melhores, senão a melhor escola de música do país. Falo da Escola de Música do Conservatório. Estudei lá praticamente 4 anos. Foi a minha casa durante esse tempo, marcou a minha saída de casa aos 18 anos para seguir algo que na altura achava ser o meu futuro, foi lá que conheci uma das minhas melhores amigas, foi lá que conheci músicos excepcionais, foi lá que conheci gente muitíssimo talentosa, foi lá que tive professores que nunca esquecerei, foi lá que fui muito feliz.  Aquelas paredes para além de contarem muitas histórias, respiram música. A música é o ar que se respira e se sente a cada recanto, e é por ela que o edifício ainda se mantém em pé, é por ela que dezenas de alunos, pais, professores e funcionários lutam, é pelo o ensino artístico público em Portugal que lutam. Estou com eles na luta, o sentimento de impotência perante a distância física que agora nos separa é muito.  Tapar buracos não chega. Tomar medidas meramente paliativas n…

A todas as mulheres. Somos capazes.

Imagem

...do fim-de-semana.

Imagem
Está aberta oficialmente a época dos gelados.

Passeios pelo Mondego.

O encanto do Mondego num dia de sol de inverno mas a parecer Verão.


Vigília Nocturna. Santa Paula Frassinetti.

Transformar-Te.

Arte e Oração.



Parábola do Semeador.

Amor. Love. Amore. Amour.

Imagem

Inquietação

Imagem

Gratidão

Imagem

é isto.

Imagem
Tinha muita coisa para escrever, mas tenham piedade.  É segunda.

[quero voltar... à paz de Taizé]

Imagem
*Bless the Lord my soul, and bless god's only name! Bless the Lord my soul who leads me into life!*

Fotos: Paula Cruz

estou de volta, mas quero voltar.

Imagem
Este título que dei ao post que hoje vos escrevo pode parecer um pouco contraditório, mas não é. Ir a Taizé foi das melhores experiências que tive a oportunidade de ter. O impacto é grande se nos deixarmos envolver. O lugar, as pessoas, a oração, a fé, as relações... tudo ali o que é mais importante e valorizado é de facto aquilo a que deveríamos dar mais valor no nosso dia-a-dia. As relações humanas são fortalecidas quando nos desprendemos e nos entregamos aos outros sem máscaras, sem medos, sem armaduras que só nos afastam do nosso verdadeiro eu. Ali, naquele lugar mágico deixei-me surpreender pelo belo, o belo da surpresa. Não é fácil aguentar o impacto dos primeiros dias, o impacto da simplicidade, dos pequenos gestos na grandeza das pequenas coisas que tornam a vida um lugar de beleza como nos ensinou Paula Frassinetti. Em Taizé redescobri-me, descobri outros e vim de lá com certezas, dúvidas, inquietações mas com muita vontade de regressar. Conheci pessoas maravilhosas, fiz ami…

Vou só ali e já venho...

Imagem
[recarregar baterias] [oração, espiritualidade, reflexão] [entrega, dinamismo, alma, convicção, espírito de grupo] [música, amizade, partilha, descoberta] [fé] [TAIZÉ]

Ontem houve sessão de cinema...

Imagem
Ontem decidi fazer uma sessão de cinema caseira com a minha mãe. Escolhi um filme que já tinha visto mas queria rever e que sabia de certeza que ela iria gostar... É um filme italiano (já vos disse que adoro Itália e adoro a língua?) do Nanni Moretti e aconselho vivamente... a trama é excelente e dá para sacar algumas gargalhadas porque o filme está muito bem conseguido. O filme é de 2011, eu vi-o em 2012 num ciclo de cinema italiano na Faculdade de Letras quando ainda estudava lá e vi-o sem legendas, era obrigatório para alunos de italiano e eu apesar de estar no nível inicial entendi minimamente o filme. Passado dois anos confesso que não me lembrava bem da história, mas é uma história que nos leva a pensar que os bispos, papas e chefes da Igreja também são pessoas como nós, também têm problemas, também precisam de ajuda psicológica, também tem medo e também tem o direito de não se sentirem preparados para algo.  É a minha sugestão cinematográfica no dia em que estreia um filme que …

Também quero...

Imagem
... este vestido! Não sou muito de comentar estas coisas nem dar numa de fashion blogger, mas achei este vestido da Blanxa Suarez lindo de morrer. A cor é linda e adoro vestidos com esta cor e acho aquela parte de cima linda e a forma como o vestido cai e flui é bem bonito... ai ai... vou ficar a sonhar... talvez um dia alguém me ofereça um destes, ou na melhor das hipóteses peço à minha avó para me fazer um!

Séries. Ansiedade. Vício.

Imagem
O tempo, essa coisa que nos queixamos nunca ter. Eu passo a vida a dizer que tenho um monte de filmes, séries e livros em lista de espera e nunca tenho muito tempo para dispensar para esse tipo de lazer. É claro que isso não é uma prioridade na minha vida e por isso fica sempre para o final da lista de coisas a fazer/ver, mas esta semana antes de partir para a minha primeira viagem do ano tinha uns 4/5 dias para poder estar em casa e dedicar algum tempo a coisas que não faço normalmente, e assim foi. Comecei a ver uma série que toda a gente me aconselhava e dizia: "Tens que ver, a sério, das melhores séries que vi", "Tu que não costumas ver, vais gostar, é viciante!", "A série é espectacular, está mesmo bem feita".  E sim, confirmo isso tudo. Em dois dias vi todos os episódios que já saíram de "How to get away with murder" e percebi porque é que não tenho o hábito de ver séries. É viciante e causa ansiedade. Estou aqui em pulgas para que saia o…

a luz de Lisboa...

Imagem
... encanta qualquer olhar.  Tinha saudades. Tarde de domingo.  Melhor amiga. Melhor companhia.


Finalmente uns dias de descanso.

Imagem
Notas lançadas, melhorias feitas, objectivo cumprido.

Espero conseguir finalmente ler alguns livros que tenho em atraso, ouvir música, correr e fazer umas caminhadas, cozinhar, passear, ir a Lisboa rever alguns amigos, e aproveitar estes dias em casa! 






O meu fim-de-semana...

Imagem
...vai ser assim. A aprender a conjugar o verbo estudar desde 1998. Vida de estudante não é fácil.