A blogosfera e eu

Isto do mundo dos blogues começou cedo na minha vida. 
Devia ter uns 12 ou 13 anos quando criei um blogue, cujo o nome já nem me recordo bem mas sei que o meu nome não era público e escrevia como "Lua Cheia". Comecei a escrever incentivada por uma professora de Língua Portuguesa. Ao início escrevi em dois diários que ainda hoje guardo com muita estima e que tem pérolas da minha pré-adolescência que são deliciosas de ler, saem-me sempre umas valentes gargalhadas quando as leio! Depois criei este blogue onde colocava alguns poemas que escrevia e alguns textos. Anos mais tarde, criei um outro blogue cujo nome era "Idealizo, logo escrevo", nome esse inspirado na frase de Descartes. Depois tive o blogue "Estou bem onde não estou", e na verdade nessa altura eu queria estar em todo o lado. Não parava. Não sabia o que queria. Queria tudo e não queria nada. Fases inquietantes. A frase veio de uma das minhas músicas preferidas de sempre do António Variações.
Em 2014, decidi criar o meu querido blogue de culinária "a culpa é da dieta!", mas ao fim de uns meses a necessidade de escrever outras coisas foi maior e criei este blogue. Na altura com o nome "Alma, dinamismo e convicção", palavras de ordem na praxe da minha escola e que na altura fez sentido escolher para título do blogue.
Hoje continuo com o blogue de culinária com todo o dinamismo e cada vez gosto mais e aqui vou tentar ser capaz de mais :)
Espero que continuem por ai a ler-me e comentem sempre que desejarem. Gostava de ter feedback da vossa parte.


Um bom dia para todos!
Muitos sorrisos, 
Cátia.

Comentários

  1. O meu blogue vai fazer um mês mas já tive um blogue onde dava, realmente, a minha cara. Com este espaço decidi dizer tudo o que sinto e penso, mas de forma anónima. E tenho gostado muito. O blogue ajuda mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda Olívia! :)
      Cada um é livre para o fazer de forma autónoma ou não. Eu como decidi dar a cara pelo meu blogue de culinária achei que também deveria dar por este. Foi apenas uma questão de coerência.
      Volta sempre que quiseres e comenta ;)

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

... uma história bonita tem sempre pessoas reais

Festival da Canção, a minha crónica